Recentemente escrevi que a internet deu voz a todos, mas que nem todos tem autoridade para falar sobre todos os assuntos.

Hoje me deparo com uma postagem dizendo que o site morreu. Óbvio, escrito por alguém que sabe criar conta em redes sociais, mas não sabe criar um site.

Um dos argumentos-chave dele era: “os clientes não leem”.

Logo por essa premissa nota-se o desconhecimento de causa. De acordo com o relatório Digital In 2019 o brasileiro passa em média 9h 29 min conectado, por dia. Desse período, 3h e 34min nas redes sociais. Ou seja, o “achismo” do nobre colega ignora 2/3 do tempo de utilização da internet. E com isso induz seus clientes ao erro. Em marketing dizemos que “certezas enganam, pesquisas não”. É o caso.

Imaginem as redes sociais como vitrines, onde as pessoas passam, na maioria das vezes sem o interesse de comprar. Mas elas visualizam a sua marca. Porém, na hora de fechar o negócio, a maioria das pessoas pesquisa na internet para ter segurança sobre a conta de rede social. E aí, se sua empresa possuir um site bem feito, com informações sobre sua empresa e produtos ou serviços, seus clientes ganham mais confiança para efetuar a compra. Afinal, uma empresa que “nem tem um site” e vende por email gratuito como gmail ou hotmail, perde muito a credibilidade com seus potenciais clientes.

Outras vantagens de se ter um site

– publicar conteúdos e fortalecer a estratégia de inbound marketing e marketing digital;
– fortalecer o SEO para um melhor desempenho nos mecanismos de buscas;
– ter maior autoridade em relação às publicações;
– agregar a quantidade de páginas que for necessária;
– adicionar landing pages para a captação de novos leads.

Enfim, estudem, leiam e aprendam antes de se lançarem no mercado digital. Respeite o seu cliente e trate-o como alguém inteligente e não alguém com preguiça de ler.

Confiram mais informações sobre a internet brasileira